O Inglês No Aprendizado De Outras Línguas

16.5.11 , 0 Comments

Language Scramble

Há pessoas que não sentem aquele impulso ou vontade de aprender inglês ou espanhol. Elas buscam aprender outros idiomas,tal qual alemão ou francês, por exemplo.



E um dos maiores problemas que elas tendem a encontrar pelo caminho é a falta da quantidade de materiais bilíngues (em portugês + língua alvo) disponíveis pela internet.

E quando se fala em materiais bilíngues grátis, a quantidade diminui ainda mais.

Felizmente e  infelizmente a única opção nesses casos é fazer o que muitos (até mesmo aqueles que supostamente precisam bastante) não desejam fazer: aprender inglês primeiro.

Por quê? (Já posso ouvir você reclamando ao ler isso) Há muitas razões que justificam o aprendizado da língua inglesa antes de qualquer outra.

Entre elas podemos citar que como o inglês é basicamente o “Latim”atual, a quantidade de materiais bilíngues com a combinação inglês mais outros idiomas pouco ensinados é enorme. Muitos dos quais (se você souber onde procurar) são grátis.

Portanto aprender inglês bem te dará a vantagem de encontrar mais recursos na sua língua alvo, seja ela francês, alemão e até japonês ou outros idiomas mais “obscuros”.

Nesse caso a língua inglesa serve como trampolim para outros idiomas.

Outra vantagem é que a partir do momento que se fala  a língua inglesa razoalvelmente bem pode-se encontrar muito mais ajuda online, especialmente em sites de troca  de idiomas.

A razão para isso é simples, a quantidade de pessoas que buscam aprender inglês atualmente é enorme e muito maior do que o número daquelas que buscam aprender outras línguas.

Muitos desses indivíduos possuem a língua materna que você quer aprender. Se você somente fala português sua “moeda de troca” não será tão forte e você pode demorar mais para encontrar parceiros nesses tipos de sites.

Obviamente estudantes de línguas brasileiros preferem materiais em português mais a língua alvo, no entanto como a mais bela língua do Lácio possui menor demanda do que inglês, encontrar esses materiais pela internet é mais difícil.

Aprender inglês (bem) não é o caminho mais curto para se chegar onde se deseja... Mas quem é que disse que atalhos são a melhor escolha?

Melissa

Poliglota, expatriada, cabeça-aberta, curiosa sobre tudo relacionado a idiomas.