O Que Considerar Antes De Iniciar Seu Curso De Inglês

3.3.11 , 0 Comments

Antes de iniciar seu curso de inglês há alguns fatores que você deve considerar para dessa maneira acelerar seu aprendizado ou fazê-lo menos “traumático”. Vamos à lista desses fatores abaixo:




Escolha a variante de inglês que você deseja estudar:


Embora ainda sejam tipos da língua inglesa, o inglês americano difere bastante do inglês australiano e do britânico, por exemplo, e embora ele seja mais parecido com o canadense em certos aspectos, esses dois ainda diferem entre si. Portanto considerar qual país de língua inglesa é seu alvo de acordo com seus objetivos é uma boa para evitar problemas com gramática e vocabulário posteriormente, especialmente se você está estudando inglês para fins acadêmicos.

Escolha o tipo de curso de acordo com seus objetivos:


Estudar inglês para fins acadêmicos é mais “puxado” do que estudar inglês necessário para fazer uma viagem turística para os Estados Unidos, por exemplo. Já uma viagem a negócios pode exigir um vocabulário mais específico. Então busque analisar seus objetivos e escolher um curso que satisfaça suas necessidade de conhecimento em inglês.

Veja o material que a escola utiliza:


O material de estudo também deve estar de acordo com aquilo que você precisa mais em relação ao idioma. Livros básicos não satisfarão sua necessidade de aprender noções gramaticais para fazer o TOEFL ou para que você aprenda termos de negócios na sua área de atuação.


Escolha a escola com o melhor método para seu caso, não aquela com o melhor marketing:


Se você busca um curso de conversação, seja para melhorar ou relembrar seu inglês ou para aprender a se comunicar melhor nesse idioma, de nada adianta você se matricular em uma escola que dá ênfase a exercícios atrás de mais exercícios de gramática. Já se seu nível de conversação em inglês é mais do que o suficiente para seu caso e você gostaria de estudar as regras gramaticais mais a fundo para fazer provas de proficiência ou demais coisas desse tipo, então fique com o segunto tipo de curso.

Lembre-se porém que bons cursos de conversação devem incluir explicação de regras gramaticais assim como tópicos para conversa, entre outras coisas e que o aluno também deve possuir curiosidade para pesquisar e ir além do que é ensinado em sala de aula se ele realmente deseja tornar-se fluente em inglês.

Estabeleca tempo suficiente para estudar:


Aprender qualquer língua exige tempo, milagres não existem e se você quer realmente aprender inglês terá que ser consistente com o tempo que você dedica a esse estudo. Manter contato constante com o idioma é preciso para acelerar a aprendizado.

Ajuste sua percepção da língua inglesa e dos países de língua inglesa:


Se você for praticamente “obrigado”  a aprender esse idioma (como muitas pessoas o são devido a trabalho ou qualquer outro tipo de tentativa de progresso, o que pode ser visto por alguns como um tipo de pressão) obviamente você terá mais dificuldade, podendo até desistir do curso ou levá-lo com a barriga até seu fim e com isso obter resultados insuficientes, mesmo tendo o certificado em mãos. O que, cá entre nós, não resolve muita coisa, não é

Uma das maneiras mais fáceis de melhorar sua disposição para aprender inglês é pensar no processo como algo prazeroso, divertido e incluir algo extra e que você goste no processo, tal qual música por exemplo ou assistir seu seriado ou filme favoritoem inglês ou até ler notícias da sua área profissional em inglês. Fazer isso pode parecer pouco, mas ajuda significativamente a melhorar sua auto-estima e sua vontade de aprender.

Em relação à percepção dos países de língua inglesa, já foi comprovado por pesquisas científicas que indivíduos que desejam se diferenciar de falantes de outra língua devido a convicções religiosas ou nacionalistas, terão maior dificuldade em assimilar esse idioma.

Ou seja, se você quer falar sem aquele sotaque que faz com que estrangeiros não entendam seu inglês perfeitamente, é melhor começar a fazer uma imersão na cultura deles. Tem muita gente que ignora essa parte do aprendizado de idiomas e se esquecem que imersão é algo vital para entender como uma língua “funciona” de verdade.

Enfim, não se esqueça de ter esses fatores em mente antes de começar a estudar inglês em qualquer lugar, pois levá-los em consideração certamente te ajudará a aprender a língua inglesa de maneira mais efetiva.

Melissa

Poliglota, expatriada, cabeça-aberta, curiosa sobre tudo relacionado a idiomas.